domingo, 21 abril 2024
UMUARAMA/PR

Avô encontra corpo de neto soterrado após tempestade

Avô encontra corpo de neto soterrado após tempestade

José Maria de Souza, 57 anos, procurou, durante três dias, a nora e um de seus netos, de 6 anos, em deslizamento de terra

De acordo com a Defesa Civil do Espírito Santo, pelo menos 20 pessoas morreram e três continuavam desaparecidas até a tarde dessa terça-feira (26/3) em Mimoso do Sul, após forte temporal que atingiu o município na noite da última sexta-feira (22/3).

José Maria de Souza, 57 anos, ajudava os bombeiros em meio aos escombros quando encontrou o corpo da nora e de um dos netos, de 6 anos.

Participe do grupo de WhatsApp e receba todas as notícias em primeira mão. Clique aqui

A professora Adair Antônia Fernandes Medeiros, 43, estava em casa com o marido e os dois filhos — Leonardo, de 6, e o caçula, Breno, de 2. Quando começou a chuva, a família ainda não sabia, mas a casa onde morava ficava em um dos locais que seria um dos mais destruídos pela água, o bairro da Reserva. Uma enxurrada invadiu a residência, e a residência desabou.

Imagem colorida da casa da família, que foi atingida por um deslizamento de terra e ficou totalmente destruída em Mimoso do Sul, Espírito Santo - Metrópoles
Casa da família foi atingida por um deslizamento de terra e ficou totalmente destruída em Mimoso do Sul, Espírito Santo

José Maria de Souza contou ao g1 que, assim que soube do ocorrido, foi até o local. Ele e vizinhos encontraram, ainda na madrugada de sábado (23/3), encobertos por lama e destroços, o filho Josélio, de 33, e o o neto Breno. Adair Antônia Fernandes Medeiros e Leonardo, nora e neto de José Maria, ainda não haviam sido localizados.

Sem descanso, José Maria andou em meio ao barro, escavou o local e até mesmo se feriu com um prego durante as buscas, que duraram, pelo menos, três noites e madrugadas. “Falei com o sargento [dos bombeiros]: ‘Só abandono depois que eu ver meu netinho’. Queria encontrá-los para fazer um velório. O meu esforço era minha obrigação, era meu sangue que estava ali embaixo da terra”, contou o avô.

Montagem com fotos de Adair Antônia Fernandes Medeiros, de 43 anos e o filho Leonardo Fernandes Medeiros de Souza, 6 anos, mortos na tragédia da chuva no Sul do Espírito Santo - Metrópoles
Adair Antônia Fernandes Medeiros, de 43 anos e o filho Leonardo Fernandes Medeiros de Souza, 6 anos, mortos na tragédia da chuva no Sul do Espírito Santo

A professora Adair Antônia foi encontrada sem vida na manhã de sábado (23/3) e, na manhã de terça-feira (26/3), o corpo de Leonardo foi achado em meio à lama. “Enfrentei barro acima do joelho, fiquei lá o dia todo cavando. Mas Deus deu força para conseguir, porque o que eu queria ver era eles dois vivos”, desabafou José Maria.

De acordo com familiares, Adair foi enterrada no cemitério da cidade, em Mimoso do Sul. Segundo o g1, o corpo de Leonarod ainda não foi liberado do Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim.

Josélio, filho de José Maria, segue internado em Cachoeiro de Itapemirim, com ferimentos graves. Breno, que teve ferimentos leves está com a avó materna.

Estragos da chuva

Até a tarde de terça-feira (26/3), 19.674 pessoas estavam desalojadas e 510 desabrigadas, no Espírito Santo. O estado registra 20 mortes por causa do temporal. Em Mimoso do Sul, onde a família de José Maria morava, 18 pessoas morreram e, em Apiacá, duas.

Mais lidas

Após um ano de suposto desaparecimento Padre Marciano é localizado em Icaraíma

O suposto desaparecimento do padre Marciano Monteiro da Silva, de Umuarama, que intrigou muitos fiéis e...

Homem é preso por estuprar e engravidar filha deficiente no Paraná

A Polícia Civil de Marmeleiro prendeu preventivamente um homem de 33 anos no último final...

Imagens fortes: Gato de estimação é decapitado vivo em bairro de Umuarama

Um gatinho de aproximadamente 5 meses foi decapitado vivo na noite e quarta-feira (14), em...

Notícias Relacionadas