quinta-feira, 23 maio 2024
UMUARAMA/PR

Umuarama confirma 879 casos de dengue em uma semana e 2 mortes suspeitas

Umuarama confirma 879 casos de dengue em uma semana e 2 mortes suspeitas

Umuarama teve uma semana crítica na área de saúde, com relação ao avanço da dengue. Entre a última segunda, 14, e esta sexta-feira, foram confirmados 879 novos casos, elevando para 2.199 o total de pessoas com confirmação da doença neste ano epidemiológico. Há ainda 2.878 casos suspeitos em investigação, o que deve agravar ainda mais este quadro nos próximos dias.

Duas mortes já foram confirmadas neste ano em razão da dengue e mais dois óbitos suspeitos foram anunciados nesta sexta-feira pela Secretaria Municipal de Saúde – elevando para quatro o número de mortes atualmente em investigação. As novas vítimas são um homem de 68 anos sem comorbidades e outro de 72 anos que tinha hipertensão.

Entre casos confirmados, descartados e suspeitas em investigação, Umuarama soma hoje 6.115 notificações. Diante deste quadro, o prefeito Celso Pozzobom declarou situação de emergência nas áreas do município contidas no Formulário de Informações de Desastre (Fide) da Defesa Civil, em virtude do desastre classificado e codificado como doenças infecciosas virais.

Por conta do decreto 122/2024, fica autorizada a mobilização de todos os órgãos municipais para ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário de normalidade, sob a coordenação da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec). O decreto autoriza a convocação de voluntários para reforçar o combate à dengue e realização de campanhas de arrecadação de recursos junto à comunidade, se necessário, para assistência à população afetada.

Autoridades administrativas e agentes da Defesa Civil responsáveis pelas ações ficam autorizados a adentrar as casas para intensificar as ações de combate ao mosquito transmissor da doença. O decreto também determina a responsabilização do agente ou autoridade que se omitir de suas obrigações, relacionadas com a segurança global da população.

Por fim, o decreto dispensa a obrigatoriedade de licitação nos contratos de aquisição de bens necessários às atividades de resposta ao desastre, de prestação de serviços e obras para reabilitação do cenário, desde que concluídas no prazo de 180 dias contados a partir da caracterização da situação emergencial.

Os bairros mais críticos de Umuarama em número de casos de dengue são o Jardim Panorama (255), o Conjunto Guarani e região da Praça Anchieta (236), as imediações do Posto de Saúde Central (169), o Parque San Remo (166) e o Parque Vitória Régia (150).

Participe do grupo de WhatsApp e receba todas as notícias em primeira mão. Clique aqui

Mais lidas

Calor extremo tem data para acabar no Paraná; Umuarama deve ter mínima de 18ºC

A semana começou com previsão de chuva em várias regiões do país, bem como em...

Caminhoneiro de Umuarama morre em colisão na PR-323, entre Tapejara e Cruzeiro do Oeste

Um grave acidente registrado no início da tarde desta segunda-feira (25),na rodovia PR-323, nas proximidades...

Criança de 11 anos morre ao bater bicicleta em árvore

Uma tragédia foi registrada na manhã desta segunda-feira (19), em Mandaguaçu, cidade a 165 km...

Notícias Relacionadas