segunda-feira, 22 julho 2024
UMUARAMA/PR

Polícia Federal deflagra operação para desarticular produção clandestina de cigarros

Polícia Federal deflagra operação para desarticular produção clandestina de cigarros

Operação Uncover cumpre mandados no Paraná e em Minas Gerais. 1.5 milhão de maços foram apreendidos.

Na manhã de hoje, 09, a Polícia Federal de Guaíra, em conjunto com GISECONT/DFAZ e com a Delegacia de Polícia Federal de Divinópolis/MG, deflagagrou  a “Operação Uncover”, que desarticulou produção clandestina de cigarros em Minas Gerais.

Cerca de 50 Policiais Federais foram mobilizados, com apoio de servidores da Receita Federal. A operação cumpriu 6 mandados de busca e apreensão e 2 mandados de prisão preventiva nos Estados de Minas Gerais e Paraná, todos emitidos pela 1ª Vara Federal de Guaíra.

6ec2c2d6 459a 4b13 bec1 bf4a4a53e616
Imagem divulgação PF

Consta nas investigações que o grupo criminoso recrutava cidadãos paraguaios para trabalharem em uma fábrica clandestina de cigarros no Brasil, através de contatos naquele país. A fábrica estava localizada em São Sebastião do Paraíso, Minas Gerais. Os trabalhadores paraguaios eram levados através da fronteira entre o Paraná e o Paraguai até o local da planta industrial; lá, permaneciam sem comunicação com o exterior das dependências e morando em alojamentos precários.

Segundo a Polícia Federal, a capacidade estimada de produção é de 250 mil maços de cigarro por dia, totalizando milhões de reais de lucro, considerando o valor mínimo de maço de cigarro no Brasil, que é de cinco reais.

70c4c9de e496 40c5 aa5f 764eb600e38b
Imagem divulgação PF

A operação apreendeu maquinários de linha de produção, caminhões usados no transporte, 50 toneladas de tabaco, insumos variados e 1.5 milhão de maços de cigarros embalados para venda. Ainda, na casa do principal investigado, a PF também apreendeu veículos e cerca de R$ 59 mil reais em espécie.

54dfc278 2211 4645 ac56 5685e6b4680c
Imagem divulgação PF

Diversas embalagens encotradas na fábrica são falsificações de marcas paraguaias. A importação dessas mercadorias para o Brasil é proibida por lei. Segundo a nota da Polícia Federal, “a comercialização desse tipo de produto, além de gerar elevado prejuízo aos cofres da União e dos Estados, na medida em que não há recolhimento dos tributos devidos, acarreta risco à saúde pública, posto que a fabricação ocorre sem fiscalização quanto ao atendimento de padrões mínimos de qualidade”.

6277cb6d 654e 4e62 be38 82e826759b6d
Imagem divulgação PF

O grupo de suspeitos é investigado por crimes contra as relações de consumo, redução à condição análoga à escravo e contrabando.

Participe do grupo de WhatsApp e receba todas as notícias em primeira mão. Clique aqui

Mais lidas

Cruzeiro do Oeste: convenção partidária de Armandinho é ilegal e não tem efeito eleitoral

Armando Cerci, que se intitula pré-candidato à prefeito de Cruzeiro do Oeste, realizou neste domingo...

Corpo de bombeiros de Umuarama realizam buscas para encontrar pescador desaparecido

Um homem de 23 anos, está desaparecido desde a tarde deste domingo (21), na região...

Ao escrever “morte” na porta de comércio, jovem sofre atentado com 5 tiros na região de Umuarama

Um jovem de 18 anos, por pouco, não foi assassinado neste final de semana. Ele...

Idoso de Umuarama desaparecido no Paraguai é encontrado

Um idoso de 62 anos, morador do bairro Sonho Meu 1, em Umuarama, que estava...

Notícias Relacionadas