domingo, 21 abril 2024
UMUARAMA/PR

Mulher é assassinada a facadas e tem vísceras e coração arrancados pelo marido

Mulher é assassinada a facadas e tem vísceras e coração arrancados pelo marido

Milena Nistarda, 53 anos, tinha pedido medida protetiva contra o marido horas antes da morte

Milena Dantas Bereta Nistarda, de 53 anos, foi morta a facadas na tarde desta segunda-feira (26), em Tupã, interior de São Paulo, horas depois de pedir medida protetiva contra o marido, Marcelo Nistarda Antoniassi, de 49. Segundo a polícia, o assassino arrancou as vísceras e o coração da vítima. No momento da denúncia, ela também contou que era obrigada a manter relações sexuais com o homem, “mesmo contra a sua vontade”.

Milena tinha uma filha, de outro relacionamento, e um filho com Marcelo Nistarda Antoniani da Silva, com quem estava casada há 29 anos.

Participe do grupo de WhatsApp e receba todas as notícias em primeira mão. Clique aqui

Diferentemente do que era compartilhado nas redes sociais do casal, nas quais ambos apareciam abraçados e sorrindo, a vítima vivia sob constante monitoramento do marido.

Milena procurou a Polícia Civil, horas antes de ser assassinada, e relatou que vivia em cárcere privado, além de ter o celular monitorado pelo marido. Ela registrou um boletim de ocorrência de violência psicológica contra o gerente e solicitou uma medida protetiva contra ele.

Há cerca de dez anos, a dona de casa já havia registrado um B.O. de agressão contra Marcelo, como constam em registros policiais.

Milene Nistarda feminicidio

Saída de filhos piorou situação

 

Em seu relato na Central de Polícia Judiciária, ao qual o Metrópoles teve acesso, Milena explicou que o cárcere era feito “de forma sutil”. O marido, disse a vítima, “sempre arrumava alguma desculpa para ela não sair de casa”.

A situação piorou, ainda de acordo com o depoimento, após o casal de filhos mudar-se do imóvel, momento em que a vítima afirmou ter ficado “mais vulnerável em sua casa”.

Ela segue o relato acrescentando que Marcelo “por diversas vezes” a obrigou a “manter relação sexual, mesmo contra a sua vontade”. Essa denúncia ainda pode ser usada pela polícia para indiciá-lo por estupro.

Portão arrombado

 

No início da tarde dessa segunda, de acordo com a polícia, o marido arrombou o portão do imóvel com o carro, invadiu a residência e atacou Milena a facadas. Ele foi preso por policiais militares que foram até o local e aos quais teria confessado o crime. Levado à delegacia, Marcelo ficou em silêncio.

Mais lidas

Após um ano de suposto desaparecimento Padre Marciano é localizado em Icaraíma

O suposto desaparecimento do padre Marciano Monteiro da Silva, de Umuarama, que intrigou muitos fiéis e...

Homem é preso por estuprar e engravidar filha deficiente no Paraná

A Polícia Civil de Marmeleiro prendeu preventivamente um homem de 33 anos no último final...

Imagens fortes: Gato de estimação é decapitado vivo em bairro de Umuarama

Um gatinho de aproximadamente 5 meses foi decapitado vivo na noite e quarta-feira (14), em...

Notícias Relacionadas